quinta-feira, dezembro 24, 2009

terça-feira, dezembro 22, 2009

Ao meu ritmo...



E quem se adapta às minhas horas?, aos meus caprichos?, aos meus medos?, às minhas necessidades?...

Preciso de me sentir uma mulher e não uma criança.
Preciso de sentir que as horas não são um constrangimento mas sim uma questão secundária.

Sempre ouvi que faz mais quem quer do que quem pode... e que quem corre por gosto não cansa!

Ummh...
Que horas são?! Apaga a luz, preciso de dormir...

Match Point


Terei deixado de ser eu?

Hoje um amigo dizia-me "não publicas nada no teu blog há meses"...
...é verdade! (...)

Deixei de dedicar tempo a determinadas coisas que faziam parte do meu dia-a-dia, à medida que foram surgindo novas rotinas, outras "coisas"...

Era uma necessidade de comunicar que me enchia a alma. Como se urgisse a necessidade de encher os pulmões e gritar ao mundo o que me ia na mente, palavra a palavra, em cada post, iam-se construindo e dando forma a emoções, sensações e estados de espírito.

De um momento para o outro fiquei absorvida por constrangimentos da vida dos adultos e quer-me parecer que algo mudou... afastei-me destas paragens habituais em cada final de dia...

...mas hoje senti necessidade. Peguei nas mão frias, neste primeiro dia de Inverno, e decidi retomar qualquer coisa que tinha ficado para trás...Voltei!!!

Apetece-me gritar ao mundo novamente e parece que a cada dia que passa mais me tapam a boca...

Hoje parece-me um bom dia, aliás uma boa noite para voltar a ser eu :)

Quem será que ainda tenho desse lado, para partilhar momentos e inspirações?!

Independentemente disso, mais do que para entreter mentes curiosas, preciso de voltar a escrever...

quarta-feira, novembro 04, 2009

Mooma said...




When I feel my strength
Yeah it's almost gone
I remember Momma said
Don't hurry love
You'll just have to wait
She said just give it time
No matter how long it takes
Can't hurry love
No you'll just have to wait
She said love don't come easy ...

segunda-feira, outubro 12, 2009

sexta-feira, outubro 09, 2009

Smile!



"A vida é curta...
...perdoa rapidamente, beija lentamente, ama de verdade, ri descontroladamente...
...e nunca pares de sorrir, por mais estranho que seja o motivo!"

Um som que não sai da cabeça!


quinta-feira, outubro 08, 2009

Try...



If I walk would you run?
If I stop would you come?
If I say you’re the one would you believe me?
If I ask you to stay would you show me the way?
Tell me what to say so you don’t leave me...

terça-feira, outubro 06, 2009

Autumn Leaves



















Since you went away, the days grow long...

quarta-feira, setembro 30, 2009

A brisa suave que me toca mas não fica...


Não me perguntem porque eu ainda não sei falar sobre isso...
E na verdade, também não quero falar, pensar... arriscaria a afirmar que nem mesmo sentir...

Quero estar comigo. Olhar para dentro e encontrar-me.
Embora na verdade, eu saiba que o que quero é sentir...
Tenho é consciência que este não é o momento certo...

No entanto, o apontamento aqui fica, porque sinto que o "agora" merece ser perpetuado.



Num instante da noite, uma brisa suave sorriu e tocou-me subtilmente.
O sorriso ficou na memória, mas naquela a que eu chamo de adormecida. Onde são registados os pormenores, que permanecem latentes mas que podem nunca se manifestar.
Passados tempos, diria até suficientes para já os ter esquecido (a brisa suave e o seu sorriso), eis que parece que o sorriso se encheu de energia e despertou algo dentro de mim...

É curioso o que se está a passar...
Entusiasmada, não me consigo conter... e vou subindo degrau a degrau, curiosa... em busca de algo que me tem dado prazer ir descobrindo.

Há qualquer coisa que começa a tomar forma, ou uma espécie disso...
Alguma identificação... ou mera curiosidade? Sinto que quero mais...

Parece-me é que...
...talvez esteja atrasada...

Que seja...
Eu acredito que nada acontece por acaso!

E se tinha de me tocar esta brisa suave, desta forma subtil, e de seguida abandonar-me... alguma mensagem está aqui para desvendar!

O vento até pode soprar para outra direcção, e com ele levar, efectivamente, a minha brisa... mas ela já me tocou e por isso já fez toda a diferença...

Onde andas, brisa suave? Deixa o teu sorriso por perto...

domingo, setembro 27, 2009

True Friends

"É tão bom uma amizade assim
Ai, faz tão bem saber com quem contar
Eu quero ir ver quem me quer assim
É bom pra mim e é bom pra quem tão bem me quer"


Sempre a trautear...

Black Eyed Peas I Gotta Feeling from i Photo on Vimeo.

sábado, setembro 26, 2009

Lavar a alma...


Hoje à tarde, um sábado chuvoso, resolvi ir até ao cinema ver um dos filmes que estava na minha lista de idas ao cinema... e, lavei a alma!

Já não chorava tanto num filme, quase da primeira cena até à última, desde que vi "Mar adentro"...

"Para a minha irmã"... aconselho profundamente!

Para além de libertarmos a alma das nossas próprias angústias, quando choramos numa sala de cinema, levados pelas cenas do filme... que na verdade, é um fio condutor para explodirmos o que acumulamos em nós do nosso dia-a-dia...

...este filme, dá-nos uma grande lição de vida...
...por mais que nos doa, temos de saber aceitar que chegou o fim, e sermos capazes de libertar quem mais amamos...


Vai ver este filme! :)


quarta-feira, setembro 23, 2009

Muda de vida, se há vida em ti a latejar!



(...) Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

(...)


I gotta feeling...



...that tonight’s gonna be a good night!!!!

Flash Mob!

Happiness Manifesto

Estado provisório: doentinha!


Nestes momentos de doença, mais ou menos alarmantes, sentimo-nos despidos. Qualquer gesto, no sentido de nos aconchegar, toma uma proporção enorme e faz-nos aquecer, muito para além do corpo, a alma!

Agradeço aos amigos, que de forma simples, se mostram disponíveis para o que for preciso...

E com carinho me perguntam se estou melhor...

Obrigada!

domingo, setembro 20, 2009

Nada acontece por acaso...

Acreditar na previsão é deixar de viver o Agora e ficar confinado à expectativa do que vai ser "o a seguir"!

Acreditar que o tempo flui para um destino, como quem espera pelo que há-de vir, remete-nos para a ideia de deixar o presente para depois, atando-nos o corpo, tornando-nos imóveis na reacção, porque ficamos bloqueados com a crença de que "tinha de ser assim"... deixamos de ser nós mesmos e não nos permite agir ou reagir... porque tomamos o q nos acontece como a verdade absoluta, como que se tratasse de algo certo... previsto... onde não há nada a fazer!
E eu discordo com isso.

Acredito que nada acontece por acaso... que há um sentido para o que nos acontece. Há uma aprendizagem em cada experiência. E não há coincidências, nada acontece por acaso...

E sim, acredito nas estrelas... porque tudo o que libertamos para o Universo flutua e converge novamente para nós!

Eu acredito q "elas" vão cumprir o que tu lhes dizes... desde que lhes fales com o coração, com a tua essência!

(devaneios do facebook!)

quarta-feira, setembro 16, 2009

Doce inspiração, amarga realidade!


"Que estranho destino é o meu que apenas me consente paixões ardentes e me faz esgotar em amores improváveis."
José Manuel Saraiva - Aos olhos de Deus
in pacotes de açucar, num café próximo de si :)

terça-feira, setembro 15, 2009

i've had the time of my life



Em jeito de "despedida", aqui fica o vídeo de um clássico da minha geração!

Quantas não foram as vezes que vi este filme, já para não falar nesta cena...?
... será que é daqui que vem a minha paixão pela dança? Qui ça...

Sem dúvida que foram momentos especiais, os que tive oportunidade de partilhar com o meu par (a minha tia, apenas 10 anos mais velha) naquela sala, em que nos enrolavamos nos cortinados, aquando das voltas, para aumentar o show off!

"i've had the time of my life"...

Surpreendente!




Surpreendente foi a ideia, oriunda de um marido tão apaixonado!
Surpreendente foi o espírito, que se criou entre todos os que se envolveram nesta surpresa!
Surpreendente foi a energia, que esteve presente quer antes, durante ou depois desta prenda de casamento!

De facto,
Surpreendente é o amor...
...de todos aqueles que tornaram possível um instante tão especial!

Obrigada por me terem deixado fazer parte deste momento...
Surpreendentemente LINDO!

segunda-feira, setembro 14, 2009

Lambusei-me em figos!


Ali estava eu, pacata e serena, tão longe de terminar a noite com tamanha felicidade, quando ouvi perguntar "gostas de figos?"...

Ummmmhhh... ADORO!

Lambusei-me!!!
E que deliciosos eram os vermelhos...

Obrigada!
...cada vez mais a conquistar aquele lugar no coração...

domingo, setembro 13, 2009

Return to zero point...

Nada melhor para revitalizar o corpo e a alma do que uma ida às origens...

Esse lugar a que chamamos "casa", onde reencontramos a "família", onde somos genuinamente amados, é a maior força regeneradora!

Não há nada melhor que a energia do amor para nos orientar, e trazer de novo à "vida", depois de momentos de colisão entre a nossa essência e o mundo real.

Eis que chegou o momento de regressar ao "ponto zero"...

sexta-feira, setembro 11, 2009

Voltar às aulas...

Foram tempos árduos, em que a decisão de deixar as aulas se impôs...
Hoje, ainda não totalmente recuperada, sinto que chegou o momento de retomar a minha fonte de energia - a dança!

Chega de ter os sapatos arrumados. Toca a treinar, treinar e treinar.
Hoje comecei às 19h e terminei às 23h30.
Sorri. Ri. Diverti-me. Libertei-me. Suei. Morri de sede. Cansei-me. Vivi o momento intensamente.
Voltei a sentir a magia de dançar...
Como eu tinha saudades deste ritmo!

Obrigada pela aula...
Gostei muito. Imenso.

Chegou a hora de "voltar às aulas"!

Eis que se inicia um novo ciclo.
É tempo de continuar a crescer e deixar fluir um novo percurso...


quinta-feira, setembro 10, 2009

terça-feira, setembro 08, 2009

Aquele focinho...

O dia foi de cão, mas acabou em... gato! Ou seria gata?!

Saí tarde, porque não queria deixar coisas acumuladas.
Convidei uma amiga para comer um gelado. Liguei a um amigo para ir ao cinema. O dia tinha sido demasiado pesado para ir me enfiar em casa. Fechada e em stress já tinha eu estado todo o dia, com tanta adrenalina, pelo dia agitado que foi no local de trabalho...

Enquanto conduzia em direcção ao Fórum pensava que hoje o tema do meu post seria "como ter um dia de cão no trabalho"...

Longe estava eu de ter inspiração para algo bem mais ... caricato!

... jantámos e resolvi vir até casa. Era o último dia do desconto naquelas senhas fantásticas para abastecimentos. Logo, era dia de atestar o "Mega Byte!"...
Enquanto metia gasóleo, comecei a ouvir um miar intenso e aflitivo. Espreitei pelo chão da gasolineira e não vi nenhum gato. O que me remeteu para um felino em apuros, tipo no telhado da bomba ou algures por ali perto...

Paguei e segui viagem. Esqueci o assunto.
Cheguei a casa. Estacionei... e qual não é o meu espanto quando saio do carro e oiço o mesmo som...
Pensei: "Tenho um gato no carro, SOCORRO!!

Assustada corri para casa e pensei a quem poderia pedir ajuda. Liguei a um amigo que se riu e perguntou se eu já tinha aberto o capot...

"Achas? Ainda me salta de lá o gato assanhado..."

Vim novamente para a rua e, duas vizinhas que passavam, acabaram por contribuir na "missão resgate ao gato", que quase de certeza andou a passear comigo desde a minha cidade profissional...

Sabem onde ele estava? Enfiado no amortecedor da roda traseira... assustado...
É pequenino, bébé, branco e preto... com um focinho fofo e meigo... estava preto e cinzento, tremia, mas fartou-se de beber leite...

Pela primeira vez na vida passou-me pela cabeça ter um gato... ficar com aquele gato, que de certa forma me escolheu... a vontade era muita, mas a consciência da indisponibilidade para ele ou para ela foram maiores e deixei que vizinha do 1.º esquerdo do prédio ao lado se apaixonasse...

...mas a imagem daquele focinho não me sai da cabeça... e creio que vai ficar para sempre na lembrança!

Ain't no mountain high enough!




Remember the day I set you free...
I told you, you could always count on me
And from that day on I made a vow,
I'll be there when you want me...

If you need me, call me!
No matter where you are. No matter how far...
Just call out my name.
I'll be there in a hurry...

'Cause baby,
There ain't no mountain high enough!




domingo, setembro 06, 2009

Nada acontece por acaso...

Espiral descendente...
...nada como bater bem fundo para ganhar impulso para vir ao topo!

sexta-feira, setembro 04, 2009

Happiness

A felicidade só depende de nós mesmos.
Depende da entrega absoluta à nossa essência.
Quando isso acontece, conseguimos encontrar a felicidade... e geralmente ela está num pormenor ou num detalhe, que à vista dos alienados pela obsessão de a encontrar lhes escapa com toda a firmeza... porque a felicidade está dentro de nós e não à nossa volta.

Entra dentro de ti e vais encontrá-la... nos pormenores... eles é que fazem a diferença!

Eu estou a mergulhar em mim... e a encontrar os meus instantes de felicidade.

... Que esta seja uma óptima sexta-feira! ...Hapiness!!!

quinta-feira, setembro 03, 2009

My favorite things



Como é possível em tão pouco tempo conseguir reunir tanta coisa boa?
...quem um dia me disse que quando encontrasse o bem estar interior tudo fluiria nesse sentido, tinha tanta razão!!!

Os passos são pequenos e a estabilidade ainda muito insegura, mas já me sabe tão bem esta nova atitude perante a vida...

Hoje tive um dia que me fez sentir tão... tão eu!

Acordei bem comigo e com a vida.
Trabalhei com garra.
Dediquei tempo a mim mesma.
Decidi entregar-me à dança contemporânea.
Ouvi salsa e resolvi subir as escadas... fui surpreendida e fiquei!
Dancei. Dancei e dancei!
Estive com o ele... aliás, ele tem estado comigo...
Jantámos debaixo de uma árvore com a luz da rua, das estrelas e da lua cheia.
Degustámos as delícias da Cantina dos Sabores.
Abacaxi e hortelã. Tarte de chocolate branco com chocolate preto.
Fui presenteada com um telefonema de longe.
Vagueei pelo meu dia e senti que estava a saber digerir a minha ansiedade.

Procurei-te, porque precisei de partilhar contigo a minha felicidade.
E de certa forma, fazer-te feliz...

Agora, certamente, vou ter uma boa noite...

quarta-feira, setembro 02, 2009

'S wonderful!



Irmos fundo, tão fundo como ontem me levaste, fez-me mergulhar e perceber...

A dor da tua atitude fossilizou, mas a minha essência é capaz de ultrapassar a mágoa e caminhar para a felicidade sem sequelas.

Com passinhos pequeninos, caminho. E parece que começo a encontrar a felicidade merecida!
Mais do que encontrar no outro o que nos faz falta, é fundamental encontrar dentro de nós.
Eu hoje encontrei dentro de mim coisas lindas... onde, por acaso, tu também estavas...

O que vivemos já ninguém nos tira!
... e esses momentos foram 's wonderful!

Mas fui mais longe... Olhei para trás e vi a sombra que me acompanha sempre... revoltada com a vida presa que ela me tem feito levar, resolvi despedir-me dela!

Parece que foi algo imediato. A sensação de leveza penetrou-me a alma e o sorriso estampou-se no meu rosto.

...E a consciência pergunta-me "não é assim mesmo que deve ser?"
Primeiro abano-lhe a cabeça, como que concordando com ela. Mas o coração pede mais e as palavras escapam-me e respondo-lhe: sim!!! ...muito convictamente!

Para quê viver na ansiedade? Isso nada mais é do que desperdiçar os meus dias!!!

Hoje percebi que devo deixar para trás medos e angústias, tristezas e mágoas... e viver!
Simplesmente, viver!

Recordar faz parte do que é viver. Fechar os olhos e re-viver os nossos momentos faz-me sorrir e aconchega a minha essência.
No entanto, não é saudável que bebamos apenas dessa fonte... pois isso seria o mesmo que ficar presa ao passado... e isso não é viver!

Quero muito um presente... mais ainda um futuro!

Como ainda estou a interiorizar a cada instante a ideia "um dia de cada vez"... para já encontro-me apenas em paz com o passado e procuro caminhar para o equilíbrio com o presente...

Hoje a lua prepara-se para ficar cheia...
Ela é tão semelhante à minha essência. Vive de ciclos. A lua tem momentos de crescimento, momentos que deprime e fragiliza, momentos que chega mesmo a esconder-se para reflectir e momentos em que o seu esplendor revitaliza e enche-se de garra, de energia e surge com toda a sua força, como se fosse inabalável!

Tal como ela, eu!
... deprimi por considerar que tinha chegado o nosso fim.
...resolvi afastar-me para digerir a tristeza, aprender a gerir o vazio e sarar as feridas da mágoa que se instalou no meu peito.
...comecei a crescer espiritualmente, dando prioridade ao equilíbrio da minha essência, muito para além do equilíbrio que tu me podes dar.
... e hoje, tal como a lua, também eu me preparo para revelar a minha plenitude!

Sinto-me bem por termos partilhado instantes de felicidade. São nossos e venha quem vier ou até mesmo a maior das tempestades, nunca desaparecerão.

Como alguém costuma dizer, uma vez especial, para sempre especial!

Longe ou perto?!

... o passado já é uma realidade, que faz parte das nossas vidas!
Quando olho para trás, sorrio, simplesmente pelo que já vivemos...
...por quem somos hoje, um para o outro...

You've made my life so glamorous...


Deixo entregue às nossas essências o caminho que por nós há-de ser percorrido...


terça-feira, setembro 01, 2009

Encarar a realidade...

Quem, como eu, julgava que o abraço era algo puro e genuíno, que jamais poderia ser rejeitado por quem nos diz ter no coração... desengane-se!

Apesar da necessidade de espaço, apesar da distância requerida, apesar de não existirem certezas... uma dúvida eu não tinha...

...sabia que te era especial!

No entanto, esta noite, rasgaste-me a alma...
Trouxeste-me a certeza de não te ser especial!

Resumiste-me a nada...

segunda-feira, agosto 31, 2009

Noite Branca: Brutal!!!

Um amor incondicional!

Podia tentar encontrar justificações, mas aceito que há coisas que simplesmente não se explicam... acontecem!

Pronto! E assim admito: não sei explicar!

Surge de forma natural.
Assusta-nos porque chega de forma veloz.
Faz-nos sentir coisas inexplicáveis.
É puro e desinteressado.

A simples presença, o saber-se sempre ali, estejamos onde estivermos, conforta-nos a alma.
O sorriso sara-nos as feridas.
O abraço fortalece-nos e torna-nos guerreiros para os obstáculos.

Um simples olhar é tudo para nos perceber.
O silêncio não nos incomoda.

As lágrimas fundem-se e tornam-nos cúmplices...

Não sei explicar, mas sei que sinto que já fazes parte de mim...
...como se fosse desde sempre!

You make me wanna shout!!!


You make me wanna shout!!!
Não conseguiria arranjar melhor frase para descrever o momento...

Na verdade, gostava de dizer mais... mas as palavras inibem-se e apenas me surge o silêncio...

E parece um estado tão dúbio...

...Tu fazes-me querer gritar!

quinta-feira, agosto 27, 2009

Live the moment, each and every day!


Never happy, not satisfied
Always complains for nothing
Hopes and dreams are fading away
It's not hard to figure it out
There's no doubt, you'll find away
Live the moment, each and every day...

Always thinking it’s not enough
Maybe it’s time to fight for it
Days and years are going so fast
We run set we’re full of regrets
Why keep on blaming someone else?
Love and luck are turning their back
Now I see here
It's always been there
People like their simple things
Live the moment, each and every day...

Is it there?
Is it right there?
Right in front of you
This is what you've been looking for
For a long, long time
Make it real, make it right now
You've got to live it now!
by Moony

terça-feira, agosto 18, 2009

Instante para partilhar: Puff! Fez-se o Chocapic!

Ritualmente, dirigiu-se para o backoffice. Foi à mala tirar o telemóvel, para ver se tinha alguma sms e com ele na mão começou a tratar do pequeno-almoço.

Abriu o frigorífico, tirou o leite fresco e colocou o pacote em cima da bancada.
Por cima, abriu o armário e retirou os cereais. Abriu-os cuidadosamente e colocou-os numa tigela, que habitualmente guardava na segunda prateleira do armário cinzento.

Preparava-se para arrumar os cereais no seu lugar quando, sem perceber bem como, tombou o frasco de café do seu colega... ouviu-se um estrondo e só se viam coisas castanhas... rapidamente pensou já parti o frasco e entornei o café todo!!!!

Grande espanto quando olha à volta e vê bolinhas de chocolate por todo o lado que a vista alcançava...

O café estava intacto dentro do frasco de vidro.
Safou-se de levar com o frasco na cabeça, e até mesmo de o partir.
Mas os cereais que preparava para comer haviam desaparecido da tigela!
Não eram pétalas, eram pequenos triângulos feitos de bolinhas pequeninas, mas parecia a história do "Puf! Fez-se o Chocapic!" :)
Foi o momento alto do dia... e ela só pensava... olha lá se tenho metido o leite na tigela... ;)

Uma tarde com o sábio Sr. Coelho...


Cheguei a casa e só me apetecia libertar-me...
O dia tinha sido horrível. Uma constante ansiedade. Um desgaste da alma causado pela tristeza, pela rejeição e pela falta de carinho.

Abri as janelas. Fez-se corrente de ar. A energia da casa mudou de imediato.
O Sol começava a pôr-se e por isso a sua luz ficava apaixonante... rapidamente me senti envolvida. Fechei os olhos e recordei aqueles últimos abraços... intensos, como que expressando a certeza de sentir mas, simultaneamente, a dúvida de querer... sorri. Sentia-me mais leve. Aquele momento estava a fazer-me bem...

- Gosto de parar ao longo do dia e recordar instantes contigo.

Apesar do bafo quente, o entardecer já trazia consigo uma leve brisa que se ia fazendo sentir... Superficialmente, arrefecia o calor que o coração emanava, depois de tanto ter ardido na fogueira que foi o dia de hoje...

Respirei fundo e senti finalmente, a sensação que havia procurado todo o dia... paz!

Mergulhei na pureza do sentir e lá me encontrei. Esqueci a mágoa. Cerrei os dentes e revoltei-me com a paixão que domina o meu ser. Chamei a minha essência para me ajudar...

Aos poucos vou encontrando o caminho...

Não quero mais ser racional. Esta foi uma conclusão que cheguei há poucos dias atrás.
Se sinto, não vou contrariar o que sinto. Não quero bloquear na tentativa de me proteger de sofrer, só porque não sou correspondida ou sejam lá quais forem os motivos. Certamente que não haverá coisa mais bela que, simplesmente, ser-se capaz de sentir e viver intensamente o que se sente!

Isto é liberdade. E só livre podemos ser felizes... Eu quero ser feliz contigo...

- A nossa felicidade pode ser na união de dois seres que se tornam um só ou simplesmente no amor incondicional de uma amizade! Seja qual for a felicidade que nos possa acontecer, eu quero ser feliz contigo. Pessoas como tu são raras nas nossas vidas. E uma vez especial, para sempre especial... não te quero longe!

Mas também comecei a perceber que a liberdade exige a existência de limites. Para se ser livre é necessário não se prender nem se deixar agarrar... E hoje estou a desenhar os meus contornos para que possa viver sem o sentimento de perda... ou a necessidade de ser absorvida.

De repente dei pela presença do sábio... foi quando senti que ao meu lado estava de conversa com a minha consciência o Senhor Coelho... entre os sussurros dos dois, consegui perceber que discutiam um excerto dos onze minutos:

...no amor ninguém pode magoar ninguém; cada um é responsável por aquilo que sente e não podemos culpar o outro por isso... Já me senti ferida quando perdi os homens por quem me apaixonei... Hoje estou convencida de que ninguém perde ninguém, porque ninguém possui ninguém... Essa é a verdadeira experiência de ser livre: ter a coisa mais importante do mundo sem a possuir.

Voltei a sorrir. Reconheci que estava num caminho mesmo muito longe da felicidade, antes do dia de hoje...

Vagueei pelas nossas oscilações, percorri cada 8 e cada 80 e percebi que quanto mais te tento manter perto de mim mais te afasto...
Percebi ainda que eu sou muito mais do que estou a ser hoje!

Porquê este medo de te perder, se não te tenho?!
Porquê permitir que me magoes como fazes em cada rejeição tua?
Porque te dou espaço para me dizeres mais um não? Se a mais ninguém eu permito a ousadia de me fazer sentir rejeitada?

Reflecti sobre o assunto...
Consegui perceber algumas coisas...
...ninguém para além de ti, que receava perder, me teria na mão como tu tiveste. Pois para te sentir um pouco meu, entregava-me por completo e esvaziava a minha essência na ânsia de te conquistar!

Se hoje cheguei até essa conclusão é porque estou, finalmente, a caminhar no sentido certo e estou a encontrar-me...

Não faz qualquer sentido permitir tamanha rejeição do meu ser, por mais que te admire, que te adore e te deseje ao meu lado...

A liberdade de te deixar ser quem és, como queres e como melhor te sentes é a única forma te fazer feliz e de também eu ser feliz.

Que adianta sentir medo de te perder por outra mulher, desejar-te constantemente ao meu lado, inventar momentos só para estar na tua companhia, se com isso só iludo a sensação de te possuir?

Se algum dia tivermos que ser felizes será na liberdade do ser!

E hoje sinto que encontrei o caminho para me libertar...

We're better together!




Why are we here? And where do we go? And how come it's so hard?
It's not always easy and sometimes life can be deceiving...
I'll tell you one thing,
it's always better when we're together...

terça-feira, agosto 11, 2009

Uma noite quente...



Tienes una forma seductora de moverte frente a mi... me haces vibrar!!!

A equilibrar...


... sentir algo assim é a realização!
Só me ocorrem palavras como bem-estar, equilíbrio e paz...

Senti vontade de mergulhar e mergulhei...
Senti que contigo se passou o mesmo...

Embora me falhem as palavras para descrever a magia do que vivemos, foram instantes demasiado profundos para não os exteriorizar...

...estou a flutuar!

segunda-feira, agosto 10, 2009

Pormenores...



..só para dizer que adorei o pormenor de sexta!

Em busca do norte perdido!


Que misto de sentimentos...
São pico de estados que nos levam do muito bom ao muito mau. Do 8 ao 80!

...admito que desta vez a culpa foi toda minha!
Podia argumentar que estas coisas só acontecem pela falta de segurança e equilíbrio emocional que me transmites. Mas reconheço o mesmo desequilíbrio da minha parte para saber gerir determinadas situações...

Por vezes apetece-me tirar-te desse teu mundo de dúvidas e levar-te para uma ilha deserta... ficar contigo lá, absorver-te os minutos do teu dia, saciar a minha vontade de ti, eliminar esta distância que volta e meia surge entre nós... e fazer-te sorrir com certezas!

Penso que nada adiantaria, pois quem estaria ali comigo era apenas o teu corpo... e que a tua alma andaria perdida!

...seria algo demasiado sufocante, egoísta e nada que nos trouxesse o que precisamos - paz e equilíbrio!

Se existem coisas que tens de encontrar resposta... terá de partir de ti, por ti mesmo...

Preciso do teu corpo para o amar, sentir o teu calor e derreter-me com o teu sorriso...

Mas a essência das pessoas está na alma e a tua anda sem norte!

Penso que se não encontras em mim o teu norte, o destino dos teus dias, o porto de abrigo... é porque não sou a tua bússola, a essência que te completa e que só estou a criar contratempos na busca da tua felicidade...

...estou a mais... ??!!



...é o que vem da tua alma que me pode dar o calor que preciso de sentir...
Porque só quando me abraças e sorris com o coração tornas tudo possível!
...o que o teu corpo me dá são pormenores... (que adoro!)

quarta-feira, agosto 05, 2009

Quando danço contigo...

Muitas foram as coisas não vividas, que sonhei...

Mas muitas são já as saudades dos instantes partilhados, inesquecíveis...

A coisa mais pura que nos une hoje é a dança... quando dançamos os dois, sinto que os sentimentos estão presentes... sinto-te como um dia senti...em mim, para mim... feliz!

Juntos na pista, na rua, ou em qualquer lugar, quando os nossos corpos sentem a música, a melodia penetra-nos a alma e o corpo, mergulhamos... e naquele momento somos, novamente, um do outro, felizes... embora a realidade nos mostre que já não somos mais...

... espero que em cada dança nossa, porque acredito que nela e através dela isso nos acontece, façamos amor...aquele que um dia fizemos com paixão!

Sempre... porque se foste um dia, serás para sempre!
...especial...

Este é cha cha cha prometido...


Um cheirinho a Barrio... saudades!

terça-feira, agosto 04, 2009

A nice night!



O vestido deixava perceber o bikini. As havaianas rosa choc a condizer com as unhas não eram discretas, mas a noite era de paródia! Pouco importa o aspecto... a alma pedia farra e a noite proporcionou-a...

Partimos da cidade velha e fomos acabar no Festival de Marisco de Faro... lambusámo-nos no camarão frito e agitámos com as melodias que se faziam ouvir! (esta foi a que me ficou)

It was a stupid day... but a nice night!

sexta-feira, julho 31, 2009

Just feel it!

Existem coisas assim... oiço e levo os sentidos ao extremo da excitação.

Sinto-me bem. Apetece-me ficar.

Fecho os olhos e deixo-me ir.

São instantes. São meus.

Sinto-me feliz!

Nada mais importa...

Apenas quero sentir...

Just feel it!

girl said mmmmhh mmmmhhh mmmhhh

quarta-feira, julho 29, 2009

O melhor dos dois mundos!


...é sempre tão bom regressar às origens...matar saudades....


No entanto, a dança é algo que faz parte de mim... as relações que estabeleci, as nossas cowboyadas...são pequenos detalhes que me fazem sentir saudades do meu dia-a-dia, mesmo quando estou de regresso às origens, entre mimos e bons momentos com a minha essência...


Apodero-me de todo o mimo e de todos os minutos de atenção que me são devidos, mas não significa que parte de mim também não tenha vontade de estar aí...


...era bom que conseguíssemos estar, em simultâneo, em todos os locais, e com todas as pessoas, que gostaríamos de estar...

...mas existem escolhas e prioridades...

Estou serena. Mas não escondo que gostaria de estar aí...

terça-feira, julho 28, 2009

A big hug...

Fecho os olhos e parece que ainda estou nos teus braços: respiro fundo e sinto o cheiro da tua pele; o calor do teu corpo invade-me a alma; o tempo congelou e o momento é para sempre; senti-te como nunca havias estado, e mesmo assim, teimas que não és meu...

Que crueldade é essa que insistes impor entre nós, ao bloquear o que sentimos um pelo outro?!
Forte, fraco? Perfeito? Esquece... O que importa é viver apenas o que sentimos quando nos tornamos num único ser.

Venha quem vier... pode ter sido apenas por instantes, só naqueles segundos em que os nossos corpos se tocaram e as nossas almas se fundiram, mas não há dúvidas: fomos um só, fomos um do outro, tu foste meu!!!

...Venham mil anos, que este abraço é inesquecível!
"Fazes-me sentir bem comigo mesmo"...

E em cada vez que olho profundamente olhos nos olhos, como se procurasse respostas... apaixono-me um pouco mais... e mais... e mais...

quinta-feira, julho 23, 2009

Palavras certas no momento certo...


"Nesta vida compreendi que viver é ser livre. 
Que ter amigos é necessário.
Que lutar é manter-se vivo.
Aprendi que o tempo cura. 
Que a mágoa passa. 
Que a decepção não mata.
Que hoje é o reflexo de ontem.
Que os verdadeiros amigos permanecem. 
Que a dor fortalece. 
Aprendi que sonhar não é fantasiar. 
Que a beleza não está no que vemos mas no que sentimos.
E que o segredo da vida é viver em busca da felicidade sempre com a direcção e ajuda de nós mesmos." 

A simple coffee


Quem diria que um café com as pessoas certas pode mudar o nosso dia?

Recentemente, surgiu um grupo de pessoas que deixei entrar na minha vida e que a mudaram para melhor, para muito melhor...

Momentos como a noite de hoje, faz-me sentir que há coisas tão simples que nos fazem felizes!

Cada vez mais gosto de ser atenta aos pormenores...
...o pormenor de hoje foi a simplicidade das relações...

terça-feira, julho 21, 2009

O casamento do meu melhor amigo...

Uma amizade como a nossa é um verdadeiro amor... um amor para a vida!

Estou imensamente feliz por ti e por ela...
Sabe-me tão bem fazer parte da vossa vida, assim como ter-vos tão dentro do meu coração!

Desejo-vos TUDO o que mais quero para mim...
Um amor para a vida!!!

Sempre vossa, e com todo o meu carinho, desejo todas as felicidades!

Dias tristes e cinzentos...


... Como vai você? Eu só preciso saber da sua vida. Peço a alguém para me contar sobre o seu dia. Anoiteceu e eu preciso só saber, como vai você, que já modificou a minha vida... razão da minha paz já esquecida... nem sei se gosto mais de mim ou de você...

Vem, que a sede de te amar me faz melhor! 
Eu quero amanhecer ao seu redor...
...preciso tanto lhe fazer feliz.

Vem, que o tempo pode afastar nós dois. Não deixe tanta vida para depois...

Eu só preciso saber, como vai você?...


segunda-feira, julho 20, 2009

De pernas para o ar...


Foi pura a alma que me devolveu o chão, que me havia sido tirado de forma abrupta...

Ironias do destino... 
... quem me deixou de pernas para o ar? 

Repetia tudo novamente, porque a sensação de leveza foi de extrema intensidade... assim como todos os momentos que partilhámos...

Pela subtileza com que entraste e ocupaste este lugar... não tenho dúvidas... 

... a genuína cumplicidade, nada nem ninguém nos vai tirar...

Venham as dúvidas que vierem...

...seremos para sempre!

sábado, julho 18, 2009

Quem fui eu, afinal?


Há pessoas que nos fazem parar e pensar, afinal quem fomos para elas!?


Do "tanto" que era e que me assustava, encontro-me num "nada" que me invade...
Desencontros? Timings errados? Não sei...
"Acho melhor não ir ter contigo..."

Se hoje sinto que nada sou para ti, afinal, quem fui eu?!


quinta-feira, julho 09, 2009

Sabe bem ter-te por perto...



Tou com saudade de você
Debaixo do meu cobertor
De te arrancar suspiros
Fazer amor.
Tou com saudade de você
Na varanda em noite quente
E do arrepio frio que dá na gente
Truque do desejo,
Guardo na boca o gosto do beijo

Eu sinto falta de você
Me sinto só

E aí, será que você volta,
Tudo à minha volta
É triste.
E aí, o amor pode acontecer,
De novo pra você,
Palpite.

Tou com saudade de você,
Do nosso banho de chuva,
Do calor na minha pele
Da língua tua.
Tou com saudade de você
Censurando o meu vestido,
Das juras de amor ao pé do ouvido,
Truque do desejo,
Guardo na boca o gosto do beijo.

Eu sinto a falta de você,
Me sinto só

E aí, será que você volta,
Tudo à minha volta,
É triste.
E aí, o amor pode acontecer,
De novo pra você,
Palpite.

Eu sinto a falta de você,
Me sinto só

E aí, será que você volta,
Tudo à minha volta,
É triste.
E aí, o amor pode acontecer,
De novo pra você,
Palpite.

E aí, será que você volta,
Tudo à minha volta,
É triste.
E aí, o amor pode acontecer,
De novo pra você,
Palpite.

terça-feira, junho 30, 2009

Step by step!


LuxWoman...

Os dias têm sempre as mesmas horas, os mesmo minutos e os mesmos segundos...
Porque sabes ser feliz nos dias ímpares e complicas nos dias pares?

Dia sim dia não, eis que levantas mais um pouco do véu e descobres novas aventuras. Em vez de saboreares os momentos teimas em complicar o que é simples...

Deixa a poeira assentar... só assim poderás ver a transparência das águas que hoje te surgem tão turvas... 

O que hoje se apresenta como um dilema, é amanhã uma certeza...

...step by step!

segunda-feira, junho 29, 2009

Onde estou? Para onde vou?


...tudo o que dizes é real... 

...tens razão! Ambos estamos à deriva...mas afundo-me cada vez mais, sempre que te afastas... e depois dizes que não é isso que queres! 

Confundes-me... e quando acho que posso estar a ver terra, tu mostras-me que não é bem assim... é apenas uma miragem!

Das duas uma...ou deixo o deserto ou tenho de beber água urgentemente para deixar de delirar e  começar a ter certezas do que vejo... será um oásis ou apenas uma miragem!?...

Tiraste-me do caos e trouxeste-me... o caos!

Afinal, onde estou? ...para onde vou?

quarta-feira, junho 17, 2009

terça-feira, junho 16, 2009

Mp3 esquecido... música encontrada!


Just like a star fez-se ouvir várias noites... e foi sempre a tal música que ficou por ser enviada!

O destino tem coisas curiosas. Hoje decidi mudar de estação de rádio, enquanto conduzia até casa, e esta música começou a tocar... não a identifiquei de imediato. Primeiro remeteu-me para um espaço de tempo que tenho imensas saudades, depois senti algo dentro de mim... ...instintivamente, como sendo algo completamente normal, tirei o telemóvel dentro da mala, que ia no banco do pendura, e escrevi uma sms onde pedia, a uma pessoa bastante especial, fotos e músicas especiais... quando cheguei a casa, decidi que hoje era o dia perfeito para, finalmente, escutar o que estava no zen stone plus... fui novamente remetida para momentos especiais e descobri mais músicas especiais, que permanecem em lista de espera (pena que o mp3 não era o outro, esse sim, foi a banda sonora do nosso "filme"...talvez curta-metragem!)... de forma plenamente natural, ... escrevi que gostava de te ter aqui, esta noite... just like a star...

sexta-feira, junho 12, 2009

Paradise!

...aqui deixo um bocadinho do dia de hoje... mais logo, falo-vos deste "wonderful place!"...

Quem conhece este brutalíssimo spot sabe que não exagero...

Have a nice day! I will...

sexta-feira, junho 05, 2009

Proximidade inalterável!

...o tempo voa, e quando damos por nós, desde a última vez, já foi uma eternidade!
Quase que me esquecia como é boa a tua companhia...
Como poderei explicar o que sinto quando estou contigo?
Cada abraço teu é um doce aconchego na alma...
Aquele sorriso...
Um simples olhar...

Somos tão feitos da mesma matéria, que é brutal a energia que se gera e que os nossos corpos emanam, apenas por se saberem próximos... às vezes penso que somos almas gémeas...

Gosto de ti...

Há coisas que não se explicam e estar contigo é uma delas!
Tu fazes-me bem...tão bem... muito bem!

Este final de tarde foi mágico...
Como tinhas saudades tuas...

Um momento a repetir!

E como forma de agradecimento, a "macaca" dedica-te este som ;)
...para não mais esquecer desses instantes, hoje fui à Fanc e Voila! o DVD de Nouvelle Vague é meu!!!

Adoro-te, para sempre!

quinta-feira, junho 04, 2009

Broken Strings








Let me hold you for the last time
It's the last chance to feel again
But you broke me, now I can't feel anything

When I love you and so untrue
I can't even convince myself
When I'm speaking it's the voice of someone else

Oh, it tears me up
I tried to hold on but it hurts too much
I tried to forgive but it's not enough
To make it all okay

You can't play our broken strings
You can't feel anything
That your heart don't want to feel
I can't tell you something that ain't real

Oh, the truth hurts and lies worse
How can I give anymore
When I love you a little less than before?
Oh, you know that I love you a little less than before...


Oh, what are we doing?
We are turning into dust
Playing house in the ruins of us

Running back through the fire
When there's nothing left to say
It's like chasing the very last train
When we both know it's too late, too late

Let me hold you for the last time
It's the last chance to feel again...

terça-feira, junho 02, 2009

Vai doer...


Já cansei de ser otária, a tua palhaça privada.
Até já tirei as tuas coisas que estavam no armário.
Nossas fotos eu rasguei, as tuas prendas eu queimei, o teu número apaguei, o teu nome eu já nem sei...

Eu quero livrar de tudo que me faz lembrar de ti...
Tu és veneno baby, para o meu coração!

Eu quero livrar de tudo que me faz lembrar de ti... embora doa baby, mas tem que ser!

Eu sei que vai doer, não nego que o meu coração ainda chora por ti, e por isso vai doer...
Parece que a tua profissão é me fazer sofrer...

Eu nem sei como aguentei, artimanhas suportei. Me vendi por tão barato que nem um carinho eu lucrei!

Meu amor não tem retorno, eu já cansei de insistir...

...Só de pensar que me entreguei toda a ti, para descobrir que eu não sou nada para ti!
A minha patetice chegou ao fim. Então podes despedir-te de mim!

Teu amor eu fiz por merecer, mas tu trataste-me como uma qualquer.
Eu vou conseguir-te esquecer, embora saiba que vai vai doer.

Não nego que o meu coração ainda chora por ti, por isso vai doer...